Decoração natalina de última hora!

E eis que chegamos ao natal! Além de todas os votos natalinos de prosperidade e amizade, ter o recesso para descansar parece bem tentador hein? E mesmo comprando a roupa nova para sentar na sala, sempre pensamos em uma decoração diferente, seja para receber os amigos, a família, ou só para você mesmo! Não importa, se te faz bem tudo é válido! Só não vale gastar aquele tempo de descanso que vem junto com o recesso para cansar em casa, fazendo decorações de última hora! Por isso, listamos aqui algumas ideias simples, rapidinhas de fazer, para deixar seu cafofo com aquela carinha natalina sem precisar comprar três renas e uma árvore de natal de 4 metros! Até porque, é muito parente e é muito presente! Vale a pena economizar na decoração sem perder o charme das festas de fim do ano! Espia só!

Que tal aquelas velas para dar um clima especial para a noite de nata?

 

Ou dar uma repaginada naquele pisca-pisca que tá encostado?

f114d4749a68a8dd66dce2512e62d4c1

Não deu tempo de montar a árvore? Que tal pegar os enfeites algumas fitas de papel crepom ou cetim e decorar aquela janela ou aquela parede branca?

A árvore é indispensável? Mas você não tem ou que você tem tá muito velha? Que tal várias (Fáaaaaaarias!) árvores de natal?

abb58c6f3b6139b4b691ac1d77e1455f

Aquele palete encosntado do último DIY também pode servir!

6d87e6516e66c4dca9ebed45dff68822

O que mais importa: você se sentir bem consigo mesm@ e com o seu cafofo! No mais a sua criatividade pode dar conta!

Por fim, as Ollivias desejam um feliz natal!

a7b3953f7fc8bbd1b56b58ae15a96c6d

Precisando de mais ideias? Olha a dica: http://casa.abril.com.br/materia/16-ideias-de-blogueiros-para-inovar-na-decoracao-de-natal#12

Cores de 2016 Pantone!

A Pantone já apresentou o que para ela seriam as cores do ano em 2016! E pela primeira vez uma dupla figura tal posição. Focados na ideia de que o consumidor procura algo que possa acalmar o corre corre dos dias, o desejo de tranquilidade e segurança figuram na escolha das cores. Estamos falando do Rose Quartz e Serenity.

 

Segundo a empresa, a escolha pretende a união entre algo mais quente do rosa e o clima acolhedor do azul. Ainda sobre a escolha das cores, segundo a Pantone é intenção trazer as questões de igualdade de gênero colocadas em pauta em todo o mundo.

“Esta abordagem mais unilateral de cor está coincidindo com os movimentos sociais em relação à igualdade de gênero e fluidez, maior conforto do consumidor com o uso da cor como uma forma de expressão, uma geração que tem menos preocupação sobre ser estereotipado ou julgado e uma troca aberta de informação digital que tem abriu nossos olhos para diferentes abordagens para o uso da cor.” (texto traduzido diretamente do site da Pantone)

A junção das duas cores me parece bem convidativo, mas afirmar que serão as cores do ano, aí já não sei! A revista Casa Vogue fez uma postagem com vários ambientes que usam as cores em sua decoração! Só uma provinha do que rolou por lá:

Este slideshow necessita de JavaScript.

*Tira dúvidas: O que é a Pantone?

Pantone é uma empresa do Estados Unidos  especializada em fabricação de catálogos de cores para o mercado. Ela faz pesquisa sobre tonalidades e cores diversas, acompanhando as mudanças sociais. Pesquisando sobre a empresa achei uma curiosidade interessante. Parece que “a lista de números de cor e valores da Pantone é pertença da propriedade intelectualda Pantone e o uso gratuito da lista não é autorizado. É por este motivo que as cores Pantone não são suportadas em software livre como GIMP e Inkscape, e muitas vezes não estão presentes em soluções de software de baixo custo.” Essa informação foi tirada do Wikipédia, nunca testei! Será que?

P.S. Após fazer esse post notei que a nova identidade visual do Ollivias caminha entre essas duas cores. A identidade foi criada antes do post e antes de termos consciência da escolha das cores… Mas é de assustar né?! Será que serão mesmo as cores tendência de 2016? Hehehe

 

Em 2014 tem mais… muito mais Ollivias!

Imagem

 

E esse ano está chegando ao fim com a certeza de que em 2014 o Ollivias promete! Na tentativa de se procurar, de se encontrar e descobrir, decidimos criar um blog. Agora, depois dos encontros e desencontros, de um 2013 cheio de descobertas, tentando “aprender como se faz”, conseguimos organizar nossas ideias para que em 2014 possamos trazer um montão de novidades para vocês! Encontramos, pensamos, analisamos e gostamos do resultado! O sumiço de fim de ano foi frutífero para o que virá! E que venha 2014! 

Desejamos muita coisa boa para vocês que acompanharam nossos primeiros passo e pedimos que em 2014 continue com a gente e ajude a divulgar nosso trabalho! 

 

Boas Festas e um 2014 cheio de novidades e descobertas!

 

Ass. Ela Nascimento e Loreta Dialla

Woyzeck High-Tech : o processo de um cenário

Woyzeck hightech5

Bom, nosso primeiro post sobre cenografia! Para essa inauguração da categoria, escolhi relatar o processo de criação de um cenário recente, feito para o espetáculo “Woyzeck High-Tech” da turma de conclusão do curso de Licenciatura em Teatro (turma 2009.2) do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará (IFCE) sob a direção de Gabriel Matos. Existem várias formas e métodos de se fazer um cenário. O processo que uso e que vou relatar aqui não é único e soberano! Cada cenógrafo desenvolve o tipo de procedimento que mais lhe agrada e, no entanto que o resultado final seja positivo, todo processo é válido!

Primeiro de tudo: algumas reuniões com o diretor e com o elenco da peça, incluindo assistir alguns ensaios! Isso é fundamental! Nesse processo em especifico existiu uma “etapa extra” muito especial: ministrei uma oficina de introdução a cenografia para o elenco, e na oficina pudemos trocar várias ideias e conversar muito sobre os anseios da turma em relação ao espetáculo e ao cenário. Muitas ideias legais surgiram aqui, inclusive a ideia principal, que já estava bem clara na cabeça de todos. É importante lembrar que as vezes, o diretor ou contratante já chega ao cenógrafo com ideias bem concretas do que ele vai querer. Cabe a nós desenvolver essas ideias, apresentando uma gama de outras opções e possibilidades! Então lição número um: nunca pense que você vai fazer o que você quiser, criar um cenário é um processo coletivo que não envolve só o cenógrafo, mas seu contratante. Dependendo da ideia que ele tem em mente, o cenógrafo poderá estar mais livre para propor coisas diferentes ou propor variações e possibilidades de uma ideia inicial já esquematizada.

Depois dessas várias (várias!) reuniões, eu monto um conjunto de imagens geradoras. Ou seja, imagens que me remetem a ideia principal e que traduzam meus pensamentos. Serão imagens inspiradoras para a criação do cenário. No caso do Woyzeck, tinha-se a ideia de uma piscina, pois o elemento água era de suma importância para o ideal estático do espetáculo. Havia também o elemento High-Tech que influenciaria diretamente na imagética. Então, como imagens, escolhi fotos de piscinas e o clipe da música Around the World do Daft Punk.

piscina Piscina-no-teto

 

O diretor tinha uma vontade imensa dessa transparência do acrílico, mas por questões financeiras não foi possível realizar! Alias, outra lição importante: nem todo o projeto será realizado em sua completude, ele sofrerá adaptações no caminho! Cabe ao cenógrafo saber resolver esses “impasses” financeiros da forma mais criativa possível! No caso em especifico, resolvi cobrindo a piscina com uma lona branca, para que a iluminação pudesse dar a cor que quisesse a essa piscina! A base que seria coberta foi fita com madeira mesmo.

Depois das imagens coletadas, vamos aos croquis! Eles são a penúltima etapa e decidiram o desenho final do cenário final. Para mim é a parte mais divertida! E aqui alguns croquis que fiz, no computador mesmo!

Woyzeck hightech6

O diretor queria a piscina em formato de “T” formando uma passarela com uma base mais larga. Essa escolha se justificava pelo tema central do espetáculo: o homem, a raça humana e suas necessidades e comportamento em sociedade. Seria o desfile da raça humana, da raça bicho. “O homem é social [Animal] Ser humano será bicho…” (trecho da música cantada na abertura do espetáculo. 

Woyzeck hightech1

Woyzeck hightech2

Por fim um desenho técnico de construção da estrutura e os ajustes após os elementos prontos. No caso não foi possível termos o painel colorido, mas a iluminação supriu a necessidade! Outra lição: a cenografia não se faz só com elementos físicos! Uma boa iluminação pode ser a solução para vários impasses! A tríade (no caso do teatro) cenário-iluminação-figurino compõe o elemento plástico da cena, e devem ser pensados em harmonia e conjunto!

E aqui algumas imagens do produto final!

1017069_379579255475504_495328579_n

Uma imagem mais geral com uma iluminação especial e temos uma ideia estética do cenário! Iluminação: Leandro Mateuzo e UnColetivo de Iluminadores (Fortaleza-CE)

1146316_529233147145782_2105378931_o

O espetáculo não inciava com água dentro da piscina. Foram instaladas mangueiras nos cantinhos da piscina e as mangueiras eram ligadas em determinado momento da peça, de forma que no fim formava-se uma lamina de água de 5cm. Era interessante ver a reação do publico ao compreender que havia água dentro da piscina!

1378504_696621060366565_998526238_n

1378198_696621003699904_1587932369_n

Os diferentes tons conseguidos através da iluminação na lona!

467244_631128176915854_561925158_o

Ajustes da lona na estrutura. Diretor colocando a mão na massa! Lindo Gabriel Matos!

976050_631129313582407_1907725542_o

A cenografia também pode ser um processo coletivo!

1048068_586281768059554_1697189847_o

Descobertas de ultima hora: ao colocarmos a lona, vimos que ela ficava um pouco folgada, como se forma-se uma especie de manta! Gabriel me chamou para ver e achamos que poderíamos investir no efeito!

Tenho muito carinho por esse processo, pude ser testada em vários aspectos, aprendi várias coisas! O espetáculo continua na ativa, e provavelmente faremos algumas adaptações e modificações no cenário! Quando tiver novidades divido aqui com vocês! E fiquem ligados, em breve o Ollivias vai trazer novidades!

Sobre a peça: A partir da obra de Georg Büchner. Homem (de bem) animal, natureza dupla, traição, culpa, neon, lasers, show. Woyzeck High Tech.(texto retirado da comunidade do espetáculo no facebook).

Fotos: Raí Santorini

 

Untitled-1 (2)

Diário de Viagem #1 – Parada Portugal

Depois de algumas semanas em off, voltamos com nossos posts! E preparem-se eles vem inspirados por “ares europeus” ! Depois de um mês de viajem (eu para Itália e Loreta para várias cidades da Europa que nem sei!rsrs), vamos iniciar nossos posts “inspirados” por Portugal…

Ultimo dia na Europa. Esperando uma conexão de um dia (com direito a hotel e tudo!) Pensamos: já que estamos aqui, porque não? E assim foi nosso dia pra lá de especial em Portugal! Assim, como quem não quer nada, andando pelas ruas de Lisboa, descobri uma feira bem interessante… e mais interessante foi o trabalho de duas portuguesas super simpáticas: Catarina e Helena!

Imagem

(Um pouquinho de Lisboa para vocês…)

A feira chama-se Feira do Sacramento, no Largo do Carmo, no bairro de Chiado. É uma praça super simpática em frente a uma igreja, no topo de uma especie de “colina”! Ela acontece sempre no ultimo domingo do mês, e reúne o trabalho dos participantes: quadros, roupas, colares, azulejos… De um tudo! Com direito a fim de tarde regado a violão e vinho!

Catarina é artista plástica e Helena é formada em Historia. Há 7 anos trabalham fazendo essas lindas peças! Dizem sempre procurar por tecidos diferentes e legais para fazer suas peças, tendo encontrado pela internet bons sites para encomendar os tecidos.Imagem

Aqui algumas fotos para dar uma “palinha” do trabalho delas!

Imagem

Imagem

A marca chama Papôa Azul, e tem um ar super artesanal e bem delicado. Eu, particularmente, amei as estampas de gatinho das peças!

Imagem

Tem colares, brincos e muitos broches, alguns que viram pingentes também!

Então já sabe, se estiver em Lisboa no ultimo domingo de algum mês vale a pena ir conferir a Feira do Sacramento!

Para conferir um pouco mais do trabalho do Papôa Azul:

Facebook: Papôa Azul

Blog: http://www.papoaazul.blogspot.com.br/

Imagem

Manifeste-se

Registro fotográfico da manifestação do dia 19 de Junho de 2013, dia do jogo do Brasil em Fortaleza. Fotos de Heideger Nascimento.

Um olhar em meio a manifestação. Segundo o fotógrafo, “Fazia tempo que queria algo novo que me fizesse vibrar a cada click. Essas fotos tanto fazem os meus olhos arderem pela bombas que caiam aos meus pés quanto o coração de orgulho. Não preciso falar do que passei hoje. Quem foi vai ver essas fotos e vai sentir. Quem não foi vai ver as fotos e ficar imaginando.” Heideger Nascimento

Imagem

Imagem

Imagem

Imagem

Manifestação pacífica que se transformou em uma trincheira de guerra após ter sido castrada pela intolerância politica dos governantes de Fortaleza. Só queríamos protestar…

1014760_575075302545391_844982134_o

Nessa foto abaixo, ajudávamos a Policia Rodoviária Federal a desobstruir um dos lados da BR 116, principal acesso do interior aos hospitais da capital. Nem tudo é só pancadaria, como as grandes mídias mostram…

1040136_575329742519947_925469245_o

999529_575078949211693_435884215_n

1040469_575329479186640_501560576_o

Essas fotos demonstram toda a minha indignação diante de uma postura totalmente equivocada por parte da policia. Eu estava perto em algumas das fotos, essa também era a minha visão no meio da correria após serem lançadas covardemente as primeiras bombas de gás lacrimogênio. Era o que eu via, o que eu olhava, o que eu sentia, o ardor nos olhos e no nariz, e o sentimento de frustração por não ter chegado nem a 1 km do estádio Castelão, onde ocorreria o jogo.

(resolvi imitar a Loreta na assinatura, mandando beijinhos para todos! )

Imagem